Código de 

CONDUTA & ÉTICA

1 - INTRODUÇÃO

 

OBJETIVO

 

Este código de Conduta e Ética visa evidenciar e a reforçar os valores éticos da CECM DOS FUNCIONÁRIOS DO GRUPO JAL Ltda. sua identidade organizacional como Cooperativa de Crédito integrante do Sistema Financeiro Nacional  e os princípios que orientam a condução de suas atividades.

 

Dada a sua vocação de cooperativa financeira, regida por lei específica, autorizada a funcionar e fiscalizada pelo Banco Central do Brasil, as disposições deste Código estão ligadas a sua definição de cooperativa classificada pelo BACEN, como de “Capital e Empréstimo”, devendo operar nessa modalidade exclusivamente com o seu quadro social.

 

O Código alinha-se à missão, aos valores e à visão que definem a cooperativa e que estão elencados em seu estatuto social, devendo atuar dentro dos limites definidos pelas normas do Conselho Monetário Nacional e do BACEN.

 

DESTINATÁRIOS

 

Este Código deve ser observado pelos membros estatutários eleitos da diretoria e do Conselho Fiscal, Funcionários e Prestadores de Serviços.

 

Todos os destinatários elencados devem utilizar as disposições previstas neste código como referencial ético e de conduta a ser observado no seu relacionamento com a Cooperativa e na condução de suas atividades em qualquer localidade na área de atuação da cooperativa.

 

MISSÃO, VISÃO E VALORES

 

A missão da COPEJAL está definida nos objetivos contidos em seu estatuto social e que são:

 

Art. 2º A cooperativa tem por objeto social:

  1. O desenvolvimento de programas de poupança, de uso adequado do crédito e de prestação de serviços, praticando todas as operações ativas, passivas e acessórias próprias de cooperativas de crédito;

  2. Proporcionar, através da mutualidade, assistência financeira aos associados em suas atividades específicas;

  3. A formação educacional de seus associados, no sentido de fomentar o cooperativismo;

 

§ Único. A cooperativa é politicamente neutra e não faz discriminação religiosa, racial ou social.

 

A nossa visão é que temos de crescer como instituição cooperativista, de um contingente de trabalhadores de um grande grupo empresarial, de modo a justificar a nossa existência e parceria com esse grupo, que nos permite atuar com atividade financeira, além de oferecer serviços e facilidades de modo a proporcionar aumento da qualidade de vida das pessoas.