Política de

RELACIONAMENTO COM O CLIENTE

OBJETIVO


Esta Política Institucional de Relacionamento com Clientes e Usuários da Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo do Grupo JAL – COPEJAL tem como objetivo estabelecer os princípios, diretrizes, objetivos estratégicos e valores organizacionais que norteiam o relacionamento do cliente institucional da cooperativa e usuários de produtos e de serviços financeiros desta instituição cooperativa, com base nas normas do Banco Central do Brasil, previstas na Resolução 4.539, de 24.11.2016 e futuras alterações.


A cooperativa tem por princípio que seus colaboradores, prestadores de serviços e membros
estatutários devem pautar seu relacionamento com clientes e usuários observando os princípios de ética, responsabilidade, transparência e diligência.

 

Para isso, devem conduzir suas atividades observando as regras estabelecidas no Código de Defesa e Proteção do Consumidor, nas regras estabelecidas nas políticas internas, no Código de Conduta e Ética e na Política Socioambiental vigentes.

 


DIRETRIZES


As diretrizes que orientam esta Política e que devem ser observadas por todos os colaboradores,
prestadores de serviços e membros estatutários devem estar alinhadas com a missão, a visão, os valores e o Código de Conduta e Ética da Cooperativa.


Os colaboradores, prestadores de serviços e membros estatutários, em observância a esta Política
devem:


 Prestar atendimento justo e equitativo aos clientes e usuários em todas as suas fases, atuando de
forma a assegurar a excelência e agilidade no atendimento, primando pelo relacionamento
cooperativo e equilibrado com os clientes e usuários;


 Zelar pela imagem institucional da Cooperativa nos atendimentos, de modo a assegurar que este
padrão priorize e fidelize os clientes e usuários em seus relacionamentos com a Cooperativa;


 Prestar informações de forma segura, clara e precisa, garantindo a livre escolha e a tomada de
decisões por parte dos clientes e usuários, esclarecendo sobre direitos e deveres,
responsabilidades, custos ou ônus, penalidades e eventuais riscos existentes na contratação das
operações e na prestação de serviços;